Eletroeletrônico

JUNTOS, PELA CONSOLIDAÇÃO DA CADEIA PRODUTIVA NO ESTADO

Imagem do setor - Eletroeletrônico

Mapa do setor - Eletroeletrônico

Este setor tem grande potencial nas regiões apontadas no mapa.

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO A SERVIÇO DA INDÚSTRIA

O setor de eletroeletrônicos contempla uma grande variedade de segmentos que podem ser divididos em dois grandes grupos. No primeiro grupo estão os bens da área elétrica, e bens de consumo elétricos (linha branca e eletrodomésticos portáteis como torradeiras e liquidificadores). O segundo grupo refere-se aos bens da área eletrônica, caracterizada por rápido desenvolvimento tecnológico, sistemático lançamento de novos produtos e constante inovação. Neste caso, enquadram-se as áreas de automação industrial; componentes eletrônicos; informática; manufatura em eletrônica; sistemas eletroeletrônicos prediais; telecomunicações e bens de consumo eletrônicos como celulares, notebooks, tablets, GPS, entre outros.

Os equipamentos eletroeletrônicos estão intimamente ligados entre si e ao setor de TI (Software), dado que são os comandos de programação que direcionam o comportamento e funcionamento dos produtos. As tendências e perspectivas tecnológicas do setor eletroeletrônico e do setor de Tecnologia da Informação caminham lado a lado, criando possibilidades diversas para a introdução de inovações. É importante destacar que o setor eletroeletrônico pode ser aplicado a uma diversidade de outros setores industriais, tanto nos produtos finais quanto nas etapas produtivas.

Ações por temas

Escolha um dos temas abaixo e conheça o plano de ações específico que irá transformar os desafios em oportunidades de crescimento.

LISTA DE AÇÕES


Ação Curto Prazo LegendaCurto prazo
Até 1 ano
Ação Médio Prazo LegendaMédio prazo
De 1 a 3 anos
Ação Longo Prazo LegendaLongo prazo
Acima de 3 anos
Alinhar oferta de profissionais com a demanda do setor, em quantidade e qualidade
1

Desafio/Oportunidade

  • Escassez de profissionais de nível superior e técnico para atuação no setor
  • Desconexão entre a matriz de ensino e as demandas do mercado
  • Necessidade de inserir os estudantes na realidade empresarial
2

O que se pretende alcançar

  • Adequação da oferta de cursos e vagas em instituições de ensino nas áreas demandadas pelo setor
  • Alinhamento da formação profissional à realidade e necessidades do mercado
3

Stakeholders

IEL - FIEMG
SENAI - FIEMG
Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL)
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Faculdade de Administração e Informática (FAI)
Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET MG)
Ministério da Educação (MEC)
Indústrias

1

Criar mecanismos para mapeamento da oferta e demanda de profissionais para o setor

Mapear demanda e oferta de profissionais necessários ao setor para os próximos anos, em especialidade e quantidade

Foco nas áreas de Engenharia Eletroeletrônica e de Instrumentação, microeletrônica e nanotecnologia, além de engenheiros projetistas e técnicos em mecânica

Preço estimado para a atividade:
R$ 20.000

Analisar demandas do setor, identificando nas empresas atividades específicas e competências necessárias ainda não supridas

Preço estimado para a atividade:
R$ 30.000 a R$ 80.000

2

Aproximar instituições de ensino e empresas do setor

Propor às instituições de ensino as adequações necessárias na matriz curricular alinhadas à demanda identificada

Remodelar oferta de cursos e aumentar número de vagas nas áreas correlatas com base no resultado do mapeamento realizado

Propor ao governo do Estado uma ação para aumentar a quantidade de alunos ingressos nas áreas de exatas em universidades e cursos técnicos

Potencial parceiro: MEC

3

Aproximar formação acadêmica e profissional

Incentivar imersão dos estudantes no contexto empresarial para conhecimento da realidade e problemas práticos

A atividade deverá articular a ampliação do Programa da FIEMG Futuros Engenheiros para todo Estado, adequando-o às especificidades de cada região

4

Aprimorar formação do corpo docente das instituições de ensino

Incentivar intercâmbios com centros de referência para refinamento da formação do corpo docente

Transforme essas informações em negócios.

Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
e converse com a equipe técnica da FIEMG.

Desenvolver competências técnicas da mão de obra operacional
1

Desafio/Oportunidade

  • Necessidade de constante atualização tecnológica da mão de obra operacional devido à dinâmica setorial
2

O que se pretende alcançar

  • Melhoria da capacitação da mão de obra operacional das empresas, desenvolvendo competências direcionadas às necessidades do setor
  • Mão de obra operacional mais bem informada e conectada às inovações setoriais
3

Stakeholders

SENAI - FIEMG
SEBRAE MG
Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL) 
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Faculdade de Administração e Informática (FAI)
Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET)
Indústrias

1

Mapear demandas por capacitação técnica e meios de desenvolvimento da mão de obra operacional existentes

Levantar necessidades de capacitação técnica das empresas do setor

Foco nas áreas elétrica, eletrônica, microeletrônica e nanotecnologia

Preço estimado para a atividade:
R$ 30.000 a R$ 80.000

Levantar cursos e serviços de capacitação técnica disponíveis em Minas Gerais

Preço estimado para a atividade:
R$ 20.000

2

Ofertar capacitação técnica de acordo as caraterísticas e necessidades específicas do setor

Ofertar capacitações de acordo com as demandas setoriais identificadas

As capacitações deverão ser ofertadas em módulos de curta duração, sendo de no máximo 6 meses

Preço estimado para a atividade:
R$ 120/hora

Divulgar para as empresas os cursos existentes para capacitação técnica da mão de obra

Transforme essas informações em negócios.

Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
e converse com a equipe técnica da FIEMG.

Desenvolver competências gerenciais
1

Desafio/Oportunidade

  • Necessidade de atualização e aperfeiçoamento dos executivos e alta direção empresarial em gestão, tecnologia e inovação
2

O que se pretende alcançar

  • Incorporação de práticas de gestão adequadas à realidade das empresas
  • Aperfeiçoamento das competências empresariais dos gestores, de modo a tornar as empresas mais eficientes e competitivas
3

Stakeholders

IEL - FIEMG
SENAI - FIEMG
SEBRAE MG
Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
Indústrias

1

Diagnosticar situação gerencial das empresas do setor

Preço estimado para a atividade:
R$ 50.000 a R$ 100.000

2

Ofertar capacitação gerencial direcionada às demandas do setor

Sensibilizar empresários sobre importância e o retorno dos investimentos em melhorias nos sistemas de gestão das empresas e na capacitação dos gestores

Articular parcerias para realização de cursos de gestão em escolas de referência no Brasil e no exterior

Temas sugeridos: gestão empresarial, estratégia e empreendedorismo
Público alvo: gerência e alta direção

Realizar cursos customizados ou com foco temático nas empresas, de acordo com diagnóstico realizado

Os cursos deverão ser de curta duração e ministrados com módulos in company
Temas sugeridos: Formação de Preços, Planejamento Estratégico, Gestão de Projetos, Gestão de Marketing, Gestão Financeira, Tributação
Benchmarking: Programa Praticar para Crescer (IEL - FIEMG)

Preço estimado para a atividade:
R$ 500/hora a R$ 800/hora

3

Realizar cursos e/ou treinamentos em Tecnologia e Inovação

Sensibilizar sobre necessidade de desenvolvimento de produtos inovadores sob uma estratégia empresarial bem definida e a obtenção de patente ou propriedade intelectual

Realizar cursos focados em gestão da tecnologia e inovação, estimulando atividades de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) nas empresas

Temas sueridos: fontes de fomento existentes, captação de capital de risco, análise de mercado, tendências de inovação e gestão da inovação
A atividade deverá apoiar a realização de cursos em escolas de referência no Brasil e no exterior
Benchmarking: Programa Praticar para Crescer (IEL - FIEMG)

Preço estimado para a atividade:
R$ 500/hora a R$ 800/hora

4

Incentivar contato com conhecimento de ponta do setor

    Articular participação empresarial em eventos nacionais e internacionais de tecnologia e inovação

    Exemplo de seminários: Latin Displays e Chip On The Mountains
    A atividade deverá incentivar também a participação de coordenadores de equipes técnicas

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 (nacional) a R$ 150.000 (internacional)

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Facilitar práticas de Gestão de Recursos Humanos
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Baixa retenção da mão de obra
    • Baixo comprometimento e motivação dos colaboradores
    2

    O que se pretende alcançar

    • Estruturação de processos de Gestão de Recursos Humanos nas indústrias
    • Melhoria do nível de qualidade de vida e grau de satisfação dos trabalhadores
    • Engajamento dos trabalhadores com os desafios e resultados da empresa
    • Diminuição da rotatividade dos trabalhadores nas empresas
    • Crescimento profissional nos cargos ocupados e funções desempenhadas
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    SESI - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Indústrias 

    1

    Desenvolver políticas e processos de Gestão de Recursos Humanos nas empresas

    Promover capacitação e consultoria técnica especializada para estruturação da Gestão de Recursos Humanos das empresas

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 120/hora

    Sensibilizar empresas quanto à importância da realização de práticas de Gestão Recursos Humanos e do seu impacto na produtividade

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Divulgar aos funcionários os benefícios praticados pelas empresas

    2

    Realizar ações de valorização e de bem estar dos funcionários do setor

    Estimular adoção de hábitos mais saudáveis, por meio da ampliação do programa DESEV - Diagnóstico de Saúde e Estilo de Vida

    Promover programas de saúde e bem estar dos funcionários das indústrias por meio de atividades físicas e culturais

    Promoção de palestras em temas como saúde, redução do stress, consumo de álcool e outras drogas, e gestão financeira familiar; Divulgação de Programas como o SESI Ginástica na Empresa; Promoção de eventos de lazer envolvendo a família dos colaboradores e campanhas educativas em saúde e qualidade de vida

    Para mais informações, consulte: http://www7.fiemg.com.br/sesi/produto/ginastica-na-empresa

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Para visualizar o conteúdo completo, acesse pelo desktop ou preencha o formulário abaixo e receba o material por e-mail.
    Expandir atuação mercadológica
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Crescimento do mercado de produtos elétricos, eletrônicos, eletromédicos e eletrodomésticos
    2

    O que se pretende alcançar

    • Atuação do setor eletroeletrônico mineiro em novos mercados
    • Estímulo ao desenvolvimento da cartela de clientes e mix de produtos das empresas mineiras
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)
    Ministério de Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC)
    Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE)
    Indústrias



    1

    Mapear competências tecnológicas das empresas e os segmentos de mercado em que se aplicam

    Prospectar mercados promissores para atuação das empresas do setor

    Foco nos polos eletrônicos nacionais, empresas importadoras de componentes e semiacabados, concessionárias de energia, demais países em desenvolvimento

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 250.000

    Mapear competências tecnológicas de Minas Gerais para atendimento aos mercados e produtos prospectados

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 a R$ 70.000

    Identificar requisitos regulatórios e tecnológicos para desenvolvimento de novos produtos/serviços que atendam ao mercado brasileiro e países em desenvolvimento

    Atuação em sinergia com a Iniciativa de Reforço da Competitividade do SEBRAE

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 150.000 a R$ 200.000

    2

    Articular geração de novos negócios

    Auxiliar empresas com potencial de fornecimento aos mercados identificados, com objetivo de estabelecer parcerias e gerar negócios

    3

    Capacitar empresas mineiras para fornecimento à mercados potenciais

    Capacitar empresas mineiras para suprir a demanda de mercado dos polos eletroeletrônicos nacionais e de mercados emergentes

    Foco no polos eletrônicos nacionais, empresas importadoras de componentes e semiacabados, concessionárias de energia, demais países em desenvolvimento.

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 500/hora a R$ 800/hora

    4

    Criar campanha de comunicação para divulgação do setor eletroeletrônico

    Realizar análise do setor, considerando pontos fortes do Estado em termos de qualidade de produto

    Divulgar produtos mineiros nas principais regiões compradoras no Brasil e América Latina, destacando sua qualidade

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 (nacional) a R$ 150.000 (internacional)

    5

    Aproximar agentes do setor

    Incentivar ação dos atores integradores de tecnologia, apresentando os produtos e serviços ofertados pelas empresas mineiras

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Expandir atuação mercadológica internacional
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Crescente déficit na balança comercial do setor
    • Baixa participação brasileira no mercado internacional
    2

    O que se pretende alcançar

    • Aumento da quantidade de empresas mineiras atuantes no mercado internacional
    • Aumento das exportações das empresas mineiras
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Agência Brasileira de Promoção à Exportação (APEX)
    Ministério de Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC)
    Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais (SEDE MG)
    Indústrias

    1

    Prospectar novos mercados de atuação

    Mapear oportunidades de negócios em mercados e segmentos estratégicos de acordo com as competências tecnológicas existentes em Minas Gerais

    Potenciais parceiros: APEX, IEL FIEMG, SEDE MG

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 250.000 a R$ 400.000

    2

    Promover imagem do Brasil e de Minas Gerais no mercado internacional

    Divulgar, de forma direcionada aos mercados estratégicos, as expertises e posicionamento das empresas mineiras

    Potenciais parceiros: APEX Brasil, ABDI, SINAEES e SINDVEL
    A divulgação deverá contemplar empresas, produtos, escritórios de projetos de circuitos integrados, Instituições de Ciência e Tecnologia - ICTs,  universidades, laboratórios e outros

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000


    3

    Identificar competências nacionais para atendimento ao mercado externo

    Identificar empresas com potencial para exportação de produtos finais

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 a R$ 70.000

    Identificar empresas com potencial para atuarem como fornecedoras de empresas estrangeiras

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 a R$ 70.000

    4

    Articular conexões e contatos em mercados internacionais

    Buscar representantes comerciais nos mercados estratégicos para intermediar relacionamento e parcerias com as empresas mineiras

    Potenciais parceiros: APEX Brasil, SINAEES, SINDVEL

    5

    Incentivar exportação das empresas do setor

    Divulgar às empresas mineiras o potencial de vendas para o mercado externo

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Sensibilizar empresas quanto a importância da adoção de metas e objetivos relacionados à exportação no planejamento estratégico empresarial.

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Auxiliar programas e iniciativas de apoio à exportação em andamento no SINAEES e no SINDVEL

    A atividade poderá trabalhar também com outras instituições e outros programas como: PEIEX, PS Eletrônicos e Brazilian Health Devices

    Estimular adesão das empresas mineiras aos programas de auxílio à exportação existentes

    Exemplo de programas: PEIEX, PS Eletrônicos e Brazilian Health Devices

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Expandir atuação mercadológica por meio do atendimento às demandas governamentais e de grandes empresas
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Demanda por novas tecnologias e produtos em alta quantidade de grandes compradores
    • Previsão de investimentos em energia e telecom (Tecnologia 4G e Banda Larga)
    • Exigência de percentuais mínimos de conteúdo nacional
    2

    O que se pretende alcançar

    • Ampliação do fornecimento das empresas do setor para grandes compradores e empresas governamentais
    • Aproveitamento do potencial de demanda induzida voltada ao desenvolvimento tecnológico de grandes compradores
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL)
    Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
    Faculdade de Administração e Informática (FAI)
    Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
    Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET)
    Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)
    Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais (SEDE MG)
    Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (SECTES MG) 
    Indústrias

    1

    Mapear demanda e identificar oportunidades de negócios com grandes compradores

    Prospectar demanda existente e de novos produtos e soluções para grandes compradores de produtos elétricos e eletrônicos

    Potencial mercado identificado: Eletrobrás, Embraer, Petrobrás, Exército, Prodemge, Siderúrgicas, Mineradoras, CEMIG, COPASA entre outros

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 a R$ 70.000

    Divulgar às empresas e sindicatos do setor as oportunidades prospectadas

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    2

    Identificar potencial de atendimento às demandas de grandes compradores

    Mapear competências tecnológicas presentes no Estado para atendimento às demandas identificadas

    A atividade deverá contemplar o mapeamento de empresas, Instituições de Ciência e Tecnologia - ICTs e escritórios de ligação

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 a R$ 70.000

    3

    Elaborar estratégias para atendimento às demandas de grandes compradores e empresas governamentais

    Mapear competências técnicas necessárias e etapas para desenvolvimento do produto, tendências atuais e players potenciais para produção

    Deve-se atuar também no auxílio à integração dos potenciais players capazes de atender à demanda identificada

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 150.000

    4

    Estimular atendimento à empresas de grande porte

    Articular parcerias entre empresas e multinacionais âncoras, para fornecimento de componentes e insumos para produtos finais

    A atividade deverá focar na integração das empresas produtoras de bens finais, integradores e produtores de insumos (componentes e semiacabados) na fase de desenvolvimento/planejamento dos produtos

    5

    Incentivar fornecimento à CEMIG

    Articular junto a Cemig possibilidade de priorizar a compra de produtos mineiros

    Deve-se destacar a possibilidade de priorizar a compra de produtos por sua qualidade e requisitos técnicos e não apenas preço

    6

    Utilizar compras públicas como indutores setoriais

    Acompanhar andamento dos programas Plano Nacional de Banda Larga e Programa Banda Larga para Todos e articular execução em Minas Gerais

    Sugere-se que seja repassado periodicamento as oportunidades de negócio decorrentes destes Programas às empresas

    Incentivar parcerias para fornecimento da infraestrutura telefônica necessária ao Programa Banda Larga Para Todos - PNBL e à expansão da tecnologia 4G

    A atividade deverá priorizar parcerias entre empresas, instituições locais e multinacionais âncoras

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Expandir atuação mercadológica por meio da integração com outros setores
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Alta transversalidade do setor eletroeletrônico com demais setores industriais
    • Desconhecimento dos demais setores sobre as potencialidades da utilização de tecnologias eletroeletrônicas para agregação de valor em seus produtos, serviços e/ou estrutura produtiva
    2

    O que se pretende alcançar

    • Ampliação da aplicação de tecnologias do setor para agregação de valor a outros setores
    • Conscientização sobre as possibilidades de utilização das tecnologias eletroeletrônicas para agregação de valor nos demais setores industriais
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (SECTES MG)
    Indústrias

    1

    Identificar setores para aplicação de tecnologias eletroeletrônicas

    Prospectar setores que possam ter ganhos com a incorporação de elementos eletrônicos ou microeletrônicos em seus produtos

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000

    2

    Divulgar possibilidades da aplicação de tecnologias eletroeletrônicas à outros setores industriais

    Divulgar possiblidades de integração com setor eletroeletrônico e diferencial mercadológico que pode ser obtido por esta integração

    A atividade deverá contemplar exemplos da aplicação da eletrônica ou microeletrônica nos produtos dos setores prospectados. Além disso, deverá também mostrar como as empresas interessadas podem estabelecer parcerias para desenvolvimento de produto e apontar os custos e benefícios desta iniciativa

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Desenvolver equipamentos eletromédicos
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Demanda por produtos eletromédicos adequados à realidade dos países em desenvolvimento
    2

    O que se pretende alcançar

    • Engajamento dos empresários brasileiros em ações de Pesquisa e Desenvolvimento - P&D
    • Desenvolvimento de produtos eletromédicos que atendam às necessidades do mercado brasileiro e dos demais países em desenvolvimento
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    Centro de Inovação e Tecnologia - SENAI
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL)
    Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
    Faculdade de Administração e Informática (FAI)
    Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
    Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET)
    Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)
    Ministério de Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC)
    Ministério da Saúde 
    Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES MG)
    Indústrias


    1

    Estudar oportunidades e demandas específicas do segmento eletromédico

    Prospectar oportunidades de negócio e necessidade de desenvolvimento de produtos junto aos orgãos governamentais e regulamentadores, por meio de encontros e reuniões

    Potenciais parceiros: Ministério da Saúde, Secretaria de Estado da Saúde e Anvisa

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000

    Levantar, com médicos e hospitais, demandas específicas ainda sem soluções adequadas ao contexto brasileiro e latino americano

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000

    Analisar regras e requisitos pertinentes aos produtos e serviços desenvolvidos para aplicação na área da saúde

    2

    Estimular desenvolvimento de produtos eletromédicos direcionados às demandas identificadas

    Identificar empresas capazes de desenvolver os produtos prospectados

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 a R$ 70.000

    Sensibilizar empresas do setor para envolvimento no desenvolvimento de novos produtos

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Prospectar oportunidade de captação de recursos disponíveis para desenvolvimento de produtos e soluções na área da saúde

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Desenvolver negócios voltados à automação predial
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Crescimento do mercado voltado à automação predial
    • Alto potencial de atuação das empresas do polo de Santa Rita do Sapucaí no segmento de automação predial
    2

    O que se pretende alcançar

    • Disponibilização de soluções para automação predial completas e robustas, unindo serviços que hoje são ofertados individualmente
    • Efetivação do potencial à automação predial em Santa Rita do Sapucaí
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Indústrias

    1

    Estabelecer rede de negócios para automação predial

    Realizar estudo de viabilidade para implantação de um sistema de negócios em rede para promoção de soluções voltadas à automação predial em Santa Rita do Sapucaí

    Atuação alinhada com o projeto Iniciativa de Reforço da Competitividade (IRC) realizado pelo Sebrae - MG
    O objetivo do negócio em rede é evitar que um potencial cliente (por exemplo, o setor de construção civil) tenha que negociar com diversos fornecedores para efetuar sua compra

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 80.000

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Desenvolver segmento de circuitos integrados
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Terceirização de etapas não estratégicas na fabricação de eletrônicos por empresas líderes
    • Crescimento financeiro expressivo dos elos intermediários da cadeia de valor da eletrônica (projetos de circuitos integrados)
    • Alta barreira de entrada para fabricação de semicondutores
    2

    O que se pretende alcançar

    • Maior empreendedorismo na área de circuitos integrados
    • Aumento da inserção das empresas em áreas de maior valor agregado da cadeia de valor
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL)
    Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
    Faculdade de Administração e Informática (FAI)
    Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
    Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET)
    Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)
    Ministério de Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC)
    Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)
    Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais (SEDE MG)
    Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (SECTES MG)
    Indústrias

    1

    Impulsionar empresas que atuam na criação de projetos de circuitos integrados

    Incentivar empreededorismo voltado para a área de projetos de circuitos integrados

    Público alvo: estudantes universitarios, pós graduandos, Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia - INCTs e Instituições de Ciência e Tecnologia - ICTs, funcionários dos escritórios de projetos de circuitos integrados, laboratórios, entre outros
    A atividade deverá ser realizada em sinergia com o programa CI Brasil e com o Centro de Treinamento de projetistas e de Tecnologia de Fabricação de Circuitos Integrados de BH (CTBH)

    Apoiar fortalecimento do marketing de divulgação das Design Houses como provedoras de solução em projetos de circuitos integrados ao mercado

    A atividade deverá apresentar a competência instalada dos escritórios de projetos de CI aos grandes players e às empresas integradoras

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 30.000 a R$ 50.000 (plano de comunicação completo)

    Estimular integração dos escritórios de projetos de circuito integrado com desenvolvedores de produtos finais na etapa de concepção de novos produtos e componentes

    A atividade deverá apresentar a competência instalada dos escritórios de projetos de CI aos grandes players e às empresas integradoras

    Inserir escritórios de projetos de CI e Design Houses existentes na cadeia fornecedora dos grandes players do setor.

    Exemplos de players: grandes fabricantes, comercializadores de bens de consumo eletroeletrônicos e serviços como telecom e energia

    Auxiliar no reforço da estrutura comercial das empresas, com adoção de metas comerciais para o mercado nacional e internacional

    Sugere-se utilizar como base o estudo da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), "Avaliação das estratégias de negócios das empresas de projeto de circuitos integrados do programa CI Brasil". O trabalho também será realizado com as Design Houses

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 30.000 a R$ 50.000 (plano de comunicação completo)

    2

    Atrair empresas que trabalhem no modelo Fabless

    Prospectar empresas que trabalham no modelo Fabless

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000

    Atrair empresas prospectadas para se instalarem em Minas Gerais

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Desenvolver polo de internet das coisas
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Crescimento exponencial do mercado de produtos, serviços e soluções na área de internet das coisas
    2

    O que se pretende alcançar

    • Instituição de um polo de produção voltado para internet das coisas no estado de Minas Gerais
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL)
    Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
    Faculdade de Administração e Informática (FAI)
    Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
    Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET)
    BDMG
    BNDES
    Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais (SEDE MG)
    Indústrias

    1

    Instituir polo de produção voltado para internet das coisas em Minas Gerais

    Articular criação de um condomínio industrial de empresas de tecnologia voltado para internet das coisas

    A atividade deverá ser trabalhada em conjunto com o Escritório de Prioridades do Sistema Fiemg - Projeto Synergy

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Para visualizar o conteúdo completo, acesse pelo desktop ou preencha o formulário abaixo e receba o material por e-mail.
    Desenvolver segmento de prestação de serviços tecnológicos
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Limitação no fornecimento de serviços tecnológicos, frente à alta demanda do mercado
    • Assimetrias no acesso à informações tecnológicas e mercadológicas
    2

    O que se pretende alcançar

    • Organização da oferta de serviços tecnológicos, a fim de melhor suprir a demanda do mercado
    • Divulgação dos serviços tecnológicos prestados pelos laboratórios e Instituições de Ciência e Tecnologia - ICTs em Minas Gerais
    • Fornecimento dos insumos necessários para inovação nas empresas
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    Centro de Inovação e Tecnologia - SENAI FIEMG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Associação Brasileira da Indústria Eltétrica e Eletrônica (ABINEE)
    Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
    Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL)
    Universidade federal de Itajubá (UNIFEI)
    Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET MG)
    Faculdade de Administração e Informática (FAI)
    Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)
    Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (SEDE MG)
    Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES MG)
    Indústrias

    1

    Mapear oferta de serviços tecnológicos e demanda do mercado


    Realizar mapeamento da oferta de serviços tecnológicos e demanda do mercado no Brasil e América Latina

    Anteriormente à execução da atividade, verificar existência de estudos similares já realizados pelo SENAI para instalação dos laboratórios do setor eletroeletrônico em Minas Gerais

    Deve-se realizar um diagnóstico do mapeamento, observando as especialidades de cada laboratório, evitando sobreposição de atividades

    Divulgar para os agentes do setor os serviços mapeados e os prestadores destes serviços com intuito de evitar sobreposição de atividades

    Deve-se divulgar tanto para empresários quanto para os prestadores de serviços do setor

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    2

    Propor complementação da oferta de serviços tecnológicos conforme necessidades identificadas

    Realizar estudo de viabilidade econômica dos novos serviços tecnológicos cuja demanda ainda não é satisfatoriamente atendida, de acordo com as diretrizes do mapeamento

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 30.000 a R$ 50.000

    Propor adequações nos modelos de negócio dos atuais prestadores de serviços tecnológicos

    O objetivo é atender clientes de todos os portes, inclusive empreendedores individuais

    3

    Divulgar às empresas os prestadores de serviços tecnológicos e os produtos disponíveis

    Comunicar ao público os serviços prestados pelos laboratórios de Minas Gerais e seu potencial

    Público alvo: startups, empresas, estudantes e empreendedores
    Sugere-se apresentar um cadastro das atividades ofertadas pelos prestadores de serviço da rede mineira
    Laboratórios já identificados: ISI CEDIIEE (Alta Potência, Alta Tensão, Elevação de Temperatura e outros) em Itajubá; Laboratório de Prototipagem Mecânica e Design (LPMD) em Santa Rita do Sapucaí; Núcleo Avançado de Inovação para Eletrônica (NAI) em Santa Rita do Sapucaí

    Trabalhar ação de marketing para divulgação e aumento da demanda dos laboratórios prestadores de serviço de Minas Gerais

    4

    Integrar prestadores de serviços tecnológicos para o setor eletroeletrônico de Minas Gerais aos demais prestadores no Brasil


    A atividade deverá verificar viabilidade para participação da Rede de Tecnologia e Serviços em Qualificação e Certificação em Tecnologia da Informação - Rede TSQC

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Promover pesquisa aplicada e inovação em rede
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Baixo aproveitamento mercadológico dos projetos de pesquisa em andamento
    • Assimetrias no acesso à informações tecnológicas e mercadológicas
    2

    O que se pretende alcançar

    • Melhoria do acesso às pesquisas tecnológicas desenvolvidas nos Instituições de Ciência e Tecnologia - ICTs para aproveitamento mercadológico pelas indústrias do setor
    • Estímulo ao desenvolvimento de novos produtos para atendimento a nichos de mercado diversificados
    • Difusão do conhecimento tecnológico e mercadológico relevantes à inovação
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Associação Brasileira da Indústria Eltétrica e Eletrônica (ABINEE)
    Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
    Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL)
    Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
    Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET MG)
    Faculdade de Administração e Informática (FAI)
    Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
    Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)
    Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES MG)
    Indústrias

    1

    Mapear demanda por inovação tecnológica no mercado e relacioná-las às pesquisas em andamento nas Instituições de Ciência e Tecnologia - ICT

    Identificar competências e pesquisas em andamento nas Instituições de Ciência e Tecnologia - ICTs com potencial mercadológico compatíveis com as oportunidades e/ou necessidades do mercado

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 3.000 a R$ 6.000 (serviço prestado às empresas)
    R$ 150.000 a R$ 190.000 (setor)

    Identificar oportunidades para desenvolvimento de projetos de inovação nas empresas

    A atividade deverá ser realizada em conjunto com a FAPEMIG, FINEP, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais, Ministério de Ciência e Tecnologia e Gerência de Inovação do IEL

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 3.000 a R$ 6.000 (serviço prestado às empresas)
    R$ 50.000 (setorial)

    2

    Estimular desenvolvimento colaborativo e transferência de tecnologia entre agentes do setor

    Sensibilizar empresas quanto aos benefícios do desenvolvimento tecnológico compartilhado

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Realizar encontros periódicos para divulgação de trabalhos, oportunidades de negócios e boas práticas na realização de parcerias entre empresas e Instituições de Ciência e Tecnologia - ICT

    Sugere-se a realização de feiras entre empresários e Instituições de Ciência e Tecnologia - ICTs

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Divulgar para as empresas o conhecimento e tecnologias gerados nas Instituições de Ciência e Tecnologia - ICTs

    A atividade poderá ser apoiada pela Gerência de Inovação (proNUTTI) - FIEMG

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    3

    Criar mecanismo de divulgação de informações e conhecimento sobre tecnologias disponíveis

    Apoiar criação de uma publicação setorial eletroeletrônica periódica, física e/ou virtual

    Pautas sugeridas para a publicação: novas patentes e produtos inovadores, avanços na normatização técnica setorial, qualificação de certificação de produtos e capacidade laboratorial, novidades do mercado, licitações, oportunidades de financiamentos e incentivos fiscais, casos de sucesso de parceria empresa/universidade, programas governamentais voltados para tecnologia e inovação, projetos de pesquisa em andamento, mapa da rede mineira de serviços tecnológicos

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Impulsionar informatização e automação dos processos produtivos
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Potencial de aumento da automação industrial nos processos industriais em Minas Gerais
    2

    O que se pretende alcançar

    • Modernização e aumento da produtividade dos processo de produção
    • Expansão das fronteiras tecnológicas das empresas, propiciando soluções melhores e mais precisas com o uso de tecnologia e automação
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    Centro de Inovação e Tecnologia – SENAI FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL)
    Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
    Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
    Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET MG)
    Faculdade de Administração e Informática (FAI)
    Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
    Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES MG)
    Indústrias

    1

    Estimular evolução dos processos produtivos para aproximação de conceitos avançados em automação industrial

    Realizar missões e benchmarking com centros de referência para identificação de novas tecnologias, aplicações e modelos de negócio

    Benchmarking: modelo alemão Indústria 4.0

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 (nacional) a R$ 150.000 (internacional)

    Apoiar seminários técnicos sobre novas tecnologias de automação, conceitos e modelos

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 (nacional) a R$ 150.000 (internacional)

    Apoiar adoção de práticas de referência internacional em automação industrial adaptadas ao contexto nacional do setor

    Sugere-se adoção de práticas como organização de layout e balanceamento da produção, consultoria de tempos e movimento, eficiencia produtiva (produção mais limpa), sistemas de manutenção preventiva, disseminação dos usos de sistemas de manutenção preditiva, capacitação em design e qualidade, planejamento e controle da produção - PCP e 5s

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Apoiar empresas na obtenção de financiamento e incentivos fiscais
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Dificuldade de acesso aos financiamentos e incentivos fiscais disponíveis ao setor
    2

    O que se pretende alcançar

    • Divulgação das linhas de financiamento disponíveis ao setor 
    • Aumento do conhecimento das empresas sobre os incentivos fiscais disponíveis a elas
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Instituições Regulatórias
    Centros de Certificação e Homologação 
    BDMG
    BNDES
    Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (SEDE MG)
    Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais (SEF MG)
    Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (SECTES)
    Indústrias


    1

    Analisar disponibilidade de capital de giro nos bancos de desenvolvimento

    Analisar se linhas disponíveis para capital de giro nos bancos de desenvolvimento são suficientes para a demanda setorial

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    2

    Incentivar utilização, expansão e/ou adequação das linhas de financiamento disponíveis

    Sensibilizar atores sobre importância do crédito e financiamento na expansão dos negócios

    Divulgar linhas de crédito e financiamento dos bancos de desenvolvimento voltadas à tecnologia, inovação, certificação e homologação de produtos e capital de giro ao setor

    Deverão ser divulgados esclarecimentos acerca dos bancos de desenvolvimento e feita a verificação dos programas em andamento no BNDES, BDMG, Finep, Fapemig e outros bancos e fundos de desenvolvimento

    A atividade poderá ser apoiada pela Gerência de Crédito e Financiamento da FIEMG

    Realizar estudo prospectivo para abertura de linhas de financiamento voltadas à projetos de risco e/ou inovadores

    3

    Capacitar empresas na captação de recursos financeiros providos por entidades de crédito e financiamento

    Divulgar cases de sucesso, melhores práticas e processos para captação de crédito e financiamentos

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    4

    Incentivar utilização de incentivos fiscais disponíveis

    Divulgar às empresas os incentivos fiscais estaduais e federais vigentes

    Incetivos já levantados: Lei da Informática, Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores e Displays - PADIS, Regime Aduaneiro de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado - RECOF e Processo Produtivo Básico - PPB

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Divulgar cases de sucesso, melhores práticas e processos para obtenção dos incentivos fiscais

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 50.000 a R$ 70.000

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Para visualizar o conteúdo completo, acesse pelo desktop ou preencha o formulário abaixo e receba o material por e-mail.
    Apoiar empresas do setor na adequação às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Dificuldade de adequação das indústrias do setor para atendimento às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego - MTE
    2

    O que se pretende alcançar

    • Melhoria das condições de trabalho e segurança da mão de obra do setor
    • Atendimento às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego - MTE (pincipalmente NR12) de forma estruturada, com investimentos planejados
    • Minimização do risco de autuação pelo não cumprimento das exigências legais de saúde e segurança que regulamentam o setor
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    SESI - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    BNDES
    BDMG
    Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)
    Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (SEDESE) 
    Indústrias 

    1

    Disseminar noções básicas de saúde e segurança

    Ampliar divulgação da cartilha de noções básicas de saúde e segurança do trabalho, elaborada pelo SESI - MG

    Disponível em: http://www7.fiemg.com.br/sesi/produto/saude-e-seguranca-no-trabalho


    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    2

    Ampliar Programa Indústria Segura do SESI - MG

    Realizar consultoria técnica para apoiar as empresas no cumprimento das exigências das Normas Regulamentadoras

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 20.000

    Realizar auditorias simuladas nas empresas participantes para verificação quanto ao atendimento às normas

    Verificar desde as adequações até a organização obrigatória da documentação referente às exigências trabalhistas da empresa

    Realizar estudo de viabilidade dos investimentos necessários à adequação do parque industrial das empresas participantes

    Foco no planejamento financeiro das empresas para a realização do investimento

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 30.000 a R$ 50.000

    3

    Divulgar linhas de crédito específicas para adequações às Normas Regulamentadoras

    Ampliar divulgação das linhas de crédito disponíveis para investimentos no cumprimento das Normas Regulamentadoras

    Para mais informações, consulte: financiamento@fiemg.com.br e 
    http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Apoio_Financeiro/Programas_e_Fundos/finame_moderniza.html

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Apoiar empresas do setor na realização da Análise Ergonômica do Trabalho (AET)
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Dificuldade de adequação das indústrias do setor para atendimento à norma NR 17 - Ergonomia do Ministério do Trabalho e Emprego - MTE
    2

    O que se pretende alcançar

    • Melhoria das condições de trabalho e segurança da mão de obra do setor
    • Adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, proporcionando máximo conforto, segurança e desempenho eficiente
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    SESI - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    BNDES
    BDMG
    Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)
    Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (SEDESE)
    Indústrias

    1

    Realizar consultoria técnica especializada para avaliação ergonômica do trabalho

    Identificar pontos de medição ambiental e postos de trabalho

    Analisar aspectos ergonômicos nas empresas

    Na execução da atividade considerar a visualização de posturas, esforço, mobiliário e equipamentos

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 15.000

    Identificar pontos de risco ergonômico e elaborar tabela de custos humanos do trabalho

    Elaborar Laudo Ergonômico das dependências da empresa

    Realizar reunião de entrega dos relatórios, esclarecimentos de dúvidas e apresentação de soluções

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Articular incentivos para exportação direcionado à pequenas e médias empresas
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Restrição do Regime Aduaneiro de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado - RECOF à empresas que faturam no mínimo U$S 10 milhões com atividade exportadora
    2

    O que se pretende alcançar

    • Aumento da competitividade tecnológica dos produtos desenvolvidos/produzidos pelas PMEs voltados para a exportação
    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    Confederação Nacional da Indústria - CNI
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)
    Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (SEDE MG)
    Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (SECTES)
    Indústrias

    1

    Avaliar impacto da não aplicação do Regime Aduaneiro de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (RECOF) nas atividades exportadoras das PMEs do setor

    Analisar possível alteração na linha de corte de faturamento para utilização do Regime Aduaneiro de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (RECOF) para atendimento às PME's

    O RECOF é aplicável apenas às empresas que faturam no mínimo U$S 10 milhões com atividade exportadora

    Identificar nichos nos quais seria interessante facilitar a entrada de insumos importados voltados para exportação

    Na execução da atividade identificar as áreas onde o país possui alta defasagem tecnológica. Considerar que o mais importante para o setor é desenvolver a cadeia de fornecedores nacionais, desde que possível

    Analisar impacto do Regime Aduaneiro de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (RECOF) no desenvolvimento de insumos nacionais para o setor

    Deve-se considerar que o mais importante para o setor é desenvolver a cadeia de fornecedores nacionais, desde que possível

    Analisar sobreposição do Regime Aduaneiro de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (RECOF) com os incentivos existentes para o setor 

    Deve-se considerar que o mais importante para o setor é desenvolver a cadeia de fornecedores nacionais, desde que possível. Entre os incentivos existentes, está o PPB e Lei da Informática

    2

    Articular com a Confederação Nacional das Indústrias (CNI) medidas de fomento à exportação das PMEs, de acordo com resultado da avaliação

    Transforme essas informações em negócios.

    Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
    e converse com a equipe técnica da FIEMG.

    Apoiar Certificação, Homologação e Normatização Técnica de Produtos
    1

    Desafio/Oportunidade

    • Exigência dos mercados nacional e internacional por certificações e homologação de prpdutos caras e complexas
    • Pouca interface entre setor e órgãos regulatórios

    2

    O que se pretende alcançar

    • Estímulo à certificação e homologação de produtos e processos
    • Aumento da integração com órgãos reguladores
    • Defesa dos interesses relacionados à normatização do setor

    3

    Stakeholders

    IEL - FIEMG
    SENAI - FIEMG
    SEBRAE MG
    Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
    Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
    Comitê Brasileiro de Eletricidade, Eletrônica, Iluminação e e Telecomunicações (COBEI)
    Internacional Eletrotechnical Commission (IEC)
    Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES MG)
    Indústrias

    1

    Sensibilizar empresários e consumidores quanto à importância da certificação e homologação de produtos

    Divulgar boas práticas e passo a passo para o processo de certificação e homologação de produtos 

    Sugere-se apresentar pontos positivos e potenciais ganhos de mercado advindos das homologações/certificações

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

    2

    Mapear certificações necessárias ao setor

    3

    Preparar empresas para obtenção de certificação e homologação de produtos e processos

    Articular parcerias técnicas e financeiras com centros fornecedores de certificação/homologação e com as redes de qualificação/certificação existentes no setor

    Exemplo: Rede de Tecnologia e Serviços em Qualificação e Certificação em Tecnologia da Informação - Rede TSQC

    Preço estimado para a atividade:
    R$ 5.000 a R$ 25.000

      4

      Integrar representantes empresariais e órgãos de fiscalização/regulamentação setorial

      Criar fórum mineiro de discussão sobre regras de normatização e qualificação de produtos

      O fórum discutirá, acompanhará e agirá em temas como normas técnicas necessárias e não existentes, normas publicadas e outros, devemdo ser vinculado à câmara do setor na FIEMG, juntamente à Gerência de Política Industrial

      Levar discussões e considerações do fórum criado para as reuniões do Comitê Brasileiro Eletricidade Eletrônica Iluminação (COBEI)

      Articular para que as normas brasileiras estejam atualizadas e sirvam de referências para as normas da Comissão Eletrotécnica Internacional (IEC)

      Transforme essas informações em negócios.

      Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
      e converse com a equipe técnica da FIEMG.

      Estimular destinação econômico-ambiental de resíduos
      1

      Desafio/Oportunidade

      • Produção de resíduos potencialmente perigosos
      • Oportunidade de geração de negócios advindos dos resíduos industriais
      2

      O que se pretende alcançar

      • Melhoria das práticas de destinação dos resíduos gerados pelo setor
      • Geração de valor a partir do reaproveitamento de resíduos
      3

      Stakeholders

      IEL - FIEMG
      Instituto de Tecnologia e Meio Ambiente - ISTMA SENAI
      SESI - FIEMG
      SEBRAE MG
      Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
      Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
      Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD MG)
      Indústrias

      1

      Sensibilizar empresários quanto aos benefícios da venda e reutilização de resíduos industriais

      Demonstrar potencial valor monetário da venda de resíduos indústrias e ou fabricação de coprodutos que utilizem resíduos

      Sugere-se trabalhar em sinergia com as ações da Gerência de meio Ambiente do IEL com os Programas Simbiose Industrial, Bolsa de Resíduos, Banco de Boas Práticas e Guias Setoriais

      Preço estimado para a atividade:
      R$ 5.000 a R$ 25.000

      Apresentar casos de sucesso referente ao aproveitamento de resíduos, eficiência no uso de recursos e adequação às exigências ambientais

      Sugere-se trabalhar em sinergia com as ações da Gerência de meio Ambiente do IEL com os Programas Simbiose Industrial, Bolsa de Resíduos, Banco de Boas Práticas e Guias Setoriais. 

      Preço estimado para a atividade:
      R$ 5.000 a R$ 25.000

      2

      Levantar informações sobre resíduos industriais

      Realizar mapeamento do tipo e a quantidade de resíduos industriais gerados pelas indústrias eletroeletrônicas em cada polo mineiro

      Anteriormente à execução da atividade, verificar possiveis trabalhos já realizados por outras instituições como a SEMAD

      3

      Propor soluções para reutiização dos resíduos industriais e geração de valor econômico

      Prospectar em bancos de patentes tecnologias aplicáveis à reutilização de resíduos para fabricação de coprodutos

      Preço estimado para a atividade:
      R$ 3.000 a R$ 6.000

      Realizar mapeamento tecnológico para aplicação dos resíduos industriais no desenvolvimento dos coprodutos

      Anteriormente à execução da atividade, verificar possiveis trabalhos já realizados por outras instituições como a SEMAD

      Preço estimado para a atividade:
      R$ 250.000

      Promover parcerias entre empresas e centros de pesquisa para agregação de valor aos resíduos por meio da reutilização, novas aplicações e/ou geração de coprodutos

      Mapear empresas que tenham como negócio a compra, venda e/ou reutilização de resíduos da indústria eletroeletrônica

      Sugere-se trabalhar em sinergia com as ações da Gerência de meio Ambiente do IEL com os Programas Simbiose Industrial, Bolsa de Resíduos, Banco de Boas Práticas e Guias Setoriais

      Preço estimado para a atividade:
      R$ 50.000 a R$ 70.000

      Articular parcerias para que empresas especializadas em gerar negócios com resíduos industriais atendam os polos eletroeletrônicos de Minas Gerais 

      A atividade deverá reforçar central de informações sobre compra, venda e oportunidades de negócios com resíduos industriais

      4

      Incentivar municípios mineiros a adotar locais apropriados ao descarte de resíduos industriais

           

      5

      Auxiliar operacionalização da logística reversa do setor, conforme política nacional e estadual de resíduos sólidos

      Transforme essas informações em negócios.

      Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
      e converse com a equipe técnica da FIEMG.

      Desenvolver Práticas de Responsabilidade Social e Ambiental
      1

      Desafio/Oportunidade

      • Baixa percepção da sociedade em relação aos benefícios gerados pela indústria
      • Incentivo à práticas de responsabilidade social e ambiental do setor
      2

      O que se pretende alcançar

      • Execução de práticas social e ambientalmente responsáveis pelas empresas
      • Avaliação do impacto social e ambiental gerado na comunidade do entorno das empresas
      • Melhoria da imagem do setor nas cidades do entorno
      3

      Stakeholders

      IEL - FIEMG
      SESI - FIEMG
      Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Estado de Minas Gerais (SINAEES)
      Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (SINDVEL)
      Secretaria de Estado de Cultura (SEC MG)
      Secretaria de Estado de Esportes (SEESP)
      Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD MG)
      Indústrias

      1

      Sensibilizar empresas quanto à importância da produção sustentável

      Selecionar empresas a serem impactadas

      Realizar workshop de Responsabilidade Social para nivelamento do conhecimento sobre o tema e sensibilização das empresas

      Sugere-se identificar exemplos de sucesso e boas práticas referentes ao aproveitamento de resíduos, eficiência no uso de recursos e adequação às exigências ambientais
      A atividade deverá priorizar o uso de recursos energéticos e hídricos e verificar sinergia com a ação "Estimular eficiência no consumo de água"

      Preço estimado para a atividade:
      R$ 5.000 a R$ 25.000

      2

      Incentivar práticas de Responsabilidade Social e Ambiental entre as empresas

      Mapear internamente nas empresas, os processos de gestão relacionados à sustentabilidade e aspectos sociais

      Sugere-se identificar exemplos de sucesso e boas práticas referentes ao aproveitamento de resíduos, eficiência no uso de recursos e adequação às exigências ambientais
      A atividade deverá priorizar o uso de recursos energéticos e hídricos e verificar sinergia com a ação "Estimular eficiência no consumo de água"

      Elaborar planos individuais para adequação da gestão e infraestrutura empresarial para fomento à práticas sustentáveis

      Sugere-se identificar exemplos de sucesso e boas práticas referentes ao aproveitamento de resíduos, eficiência no uso de recursos e adequação às exigências ambientais
      A atividade deverá priorizar o uso de recursos energéticos e hídricos e verificar sinergia com a ação "Estimular eficiência no consumo de água"

      3

      Preparar empresas para se adequarem às exigências regulatórias ambientais

      Capacitar corpo empresarial quanto ao cumprimento da legislação ambiental

      Divulgar informações sobre legislação ambiental e boas práticas para seu cumprimento

      Preço estimado para a atividade:
      R$ 5.000 a R$ 25.000

      4

      Incentivar boas práticas em aspectos sociais

      Mapear potencial de utilização da lei de incentivo ao esporte e cultura para gereção de intervenções sociais nas cidades onde as empresas estão instaladas

      Sensibilizar empresas que se enquadrem nos requisitos para utilização da lei de incentivo ao esporte e cultura a fazerem uso desta lei

      Preço estimado para a atividade:
      R$ 5.000 a R$ 25.000

      Apoiar utilização de recursos da lei de incentivo ao esporte e cultura em projetos nas cidades onde as empresas estão instaladas

      Transforme essas informações em negócios.

      Mande um e-mail para pcir@fiemg.com.br
      e converse com a equipe técnica da FIEMG.

      Para visualizar o conteúdo completo, acesse pelo desktop ou preencha o formulário abaixo e receba o material por e-mail.

      Ações em destaque no setor

      Uberaba recebe curso de capacitação em comércio exterior promovido pelo CIEMG

      Ação é voltada para empresários e profissionais que atuam ou que desejam atuar no comércio internacional

      SUPERA: Conhecimento que gera resultados

      Programa de educação empresarial, parceria entre a FIEMG e a Fundação Dom Cabral, está com inscrições abertas

      Baixe o Plano Setorial
      Eletroeletrônico

      Bons investimentos nascem de informações precisas.

      Preencha o formulário abaixo e receba gratuitamente o material completo de todas as regiões em seu e-mail.